Carmen Veríssima Ferreira

Personal photo

Cargo: Professor Associado II

Pós doutorado, Amsterdam University

Dep. BIOQUÍMICA E BIOLOGIA TECIDUAL, IB, Unicamp, Campinas, SP

carmenv@unicamp.br

Área

  • Biomédica

Linha de pesquisa

  • Bioenergética, metabolismo e transdução de sinal

Apresentação

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Ouro Preto (1992),título de Mestre e Doutor em Biologia Funcional e Molecular (área Bioquímica) pela Universidade Estadual de Campinas (1995/1999). Atualmente é professora Livre Docente, RDIDP, junto ao Departamento de Bioquímica e Biologia Tecidual da Universidade Estadual de Campinas. Coordena o Laboratório de Pesquisa "Bioensaios in vitro e Transdução de Sinal" desde 1999. Tem expertise no estudo de Transdução de Sinal, com enfoque nos processos de metástase e resistência de células tumorais. Neste contexto, esteve à frente dos estudos que identificaram a Proteína Tirosina Fosfatase de baixo peso molecular como importante mediadora da resistência e metástase de células tumorais. Em 2016, a linha de pesquisa do nosso grupo passou por reestruturação com a implantação de metodologias para investigar a contribuição de microvesículas (exossomos) e plaquetas para a disseminação de células tumorais (metástase). A investigação científica realizada nosso grupo é financiada pela Fapesp, CNPq, Capes e Faepex/Unicamp. Desde 2004 temos colaboração científica com os Professores Maikel P. Peppelenbosch e Gwenny Fuhler (Erasmus University Medical Center Rotterdam, Rotterdam, The Netherlands).

Atividades de pesquisa

O grupo de pesquisa do Laboratório de Bioensaios in vitro e Transdução de Sinal utiliza como modelos biológicos células tumorais humanas para entender os aspectos bioquímicos envolvidos na aquisição de resistência à quimioterapia e na metástase. Temos experiência de mais de 20 anos na construção de mapas metabólicos que permitem a identificação de cascatas de reações predominantes e, portanto, relevantes para a agressividade tumoral. Atualmente, estamos investindo em modelos de cultura de células 3D e 4D, os quais mimetizam melhor os tumores in vivo.

Publicações destacadas

Ferreira, C. V.; Granjeiro, J. M.; Taga, E. M.; Aoyama, H.; Soybean seeds acid phosphatases. Unsual optimum temperature and thermal stability studies.. Biochemical and Biophysical Research Communications (Print), v.242, p. 282-286, 1998 [ doi:10.1006/bbrc.1997.7954 ]

Ferreira, C. V.; Bos, C. L.; Versteeg, H. H.; Justo, G. Z.; Durán, N.; Peppelenbosch M.P.; Molecular Mechanism of Violacein-Mediated Human Leukemia Cell Death. Blood (Philadelphia, PA), v.104, p. 1459-1464, 2004 [ doi:10.1182/blood-2004-02-0594 ]

Souza, A. C. S.; Kodach, L.; Gadelha, F. R.; Bos, C. L.; Cavagis, A. D. M.; Aoyama, H.; Peppelenbosch M.P.; Ferreira, C. V.; A promising action of riboflavin as a mediator of leukaemia cell death. Apoptosis (London), v.11, p. 1761-1771, 2006 [ doi:10.1007/s10495-006-9549-2 ]

Souza, A. C. S.; Azoubel, S.; Queiroz Kcs; Peppelenbosch M.P.; Ferreira, C. V.; From immune response to cancer: a spot on the Low Molecular Weight Protein Tyrosine Phosphatase. Cellular and Molecular Life Sciences (Printed ed.), v.66, p. 1140-1153, 2009 [ doi:10.1007/s00018-008-8501-8 ]

Queiroz Kcs; Ruela De Sousa, R. R; Fuhler, G. M.; Ferreira, C. V.; Peppelenbosch M.P.; Spek, A. C.; Hedgehog signaling maintains chemoresistance in myeloid leukemic cells. Oncogene (Basingstoke), v.29, p. 6314-6322, 2010 [ doi:10.1038/onc.2010.375 ]